TopAd-Desk
TopAd-Mob
Início Notícias Agricultura Familiar AMOSC entrega reivindicações à ministra da Agricultura e ao governador de SC

AMOSC entrega reivindicações à ministra da Agricultura e ao governador de SC

Durante visita da ministra da Agricultura Tereza Cristina a Chapecó, juntamente com o governador, Carlos Moisés e o secretário de Estado da Agricultura e Pesca, Altair Silva, o presidente da AMOSC e prefeito de São Carlos, Rudi Sander (PP), entregou um documento com reivindicações dos 20 municípios de abrangência da Associação dos Municípios do Oeste de SC (AMOSC), manifestando a preocupação com a região que está passando por grandes dificuldades relacionadas à escassez hídrica.

Representando os municípios, a entidade solicitou que sejam tomadas providências, sugerindo a liberação de recursos urgentes e meios de transporte de água, como caminhões para atendimento emergencial aos agricultores, para que no médio e longo prazo sejam estabelecidas alternativas em conjunto com as entidades e o governo para evitar imprevistos em períodos como este de escassez.

Sander diz que foram ouvidos prefeitos e secretários da agricultura dos municípios que integram a AMOSC, apresentadas as perdas, os decretos de emergência emitidos e solicitam apoio para poderem auxiliar os agricultores da forma que merecem. “Está muito castigado, mais uma vez, pela estiagem, muitos com perdas irreparáveis. Portanto, nossas reivindicações são no sentido de minimizar os prejuízos da agricultura e dar novo ânimo a este segmento importantíssimo e que é o primeiro a sentir com a falta de água, assim como o agronegócio”, salienta.

Ele enfatiza que o Oeste, por ser uma região expressiva no cenário nacional e internacional na produção e exportação, uma das principais preocupações com a falta de água do setor produtivo é a quebra na safra de soja e milho, contemplando os grãos e a silagem, com previsão de perda média de 55% que impactam diretamente nas cadeias produtivas de carne e de leite.

Nos municípios da AMOSC, até o momento, 90% deles decretaram situação de emergência, que caracteriza a grave situação. “Tivemos atenção das lideranças que estiveram em Chapecó, e reforçamos à ministra Tereza Cristina, ao governador Carlos Moisés, o que o nosso secretário de Estado da Agricultura Altair Silva já havia acompanhado in loco e que prontamente levou a situação ao governo federal e estadual, para que aqui estivessem e se comprometessem em oferecer ações, que reduza os impacto dos prejuízos causados pela estiagem ao setor produtivo e por consequência os nossos municípios que tem como base da economia estes segmentos”, afirma o presidente da AMOSC, avaliando como positiva a visita, pois tanto a ministra, quanto o governador, firmaram compromisso apontado viabilidade de ações concretas, através de programas, benefícios e garantias ao setor.

Investimentos

O governador Moisés garantiu que o Estado está investindo pelo menos R$ 350 milhões até o fim do próximo ano em medidas de resiliência hídrica. Apenas em 2022, o Programa SC Mais Solo e Água destinará R$ 150 milhões aos produtores rurais, subsidiando a instalação de cisternas, poços artesianos, entre outras medidas. A intenção é fazer com que o programa SC Mais Solo e Água seja um programa permanente, que possa manter a competitividade do agronegócio, que responde por mais de 70% das exportações catarinenses. “Estamos investindo também na preservação de nascentes e para incentivar o agricultor a preservar estes espaços. Aliado a isso, temos também a perfuração de poços e a reservação de água”, afirmou Carlos Moisés.

O secretário de Estado da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural, Altair Silva, destacou que o Programa SC Mais Solo e Água permite que o produtor consiga viabilizar até R$ 100 mil em empréstimos, com juro zero e desconto entre 50% e 75% se o pagamento ocorrer em dia.

O produtor também pode captar até R$ 30 mil para preservação de nascentes, com cercamento da área e plantio de árvores nativas. O prazo para pagar é de cinco anos e o desconto com o pagamento em dia é de 75%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

SideBarAd-Desk/Mob (custom)

MAIS LIDAS

Chapecó começa a vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19

Na manhã desta segunda-feira (17), a equipe de Vigilância Epidemiológica anunciou o início da aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 em...

Pandemia fez um novo bilionário a cada 26 horas, diz Oxfam

Da Agência Brasil Enquanto a pandemia colocou na pobreza mais de 160 milhões de pessoas, um novo bilionário surgiu a cada 26 horas desde o...

“A maioria dos Heterossexuais são Homoafetivos” | Coluna: Era Sol que me faltava

Poucas coisas ofendem tanto um heterossexual que adora publicizar sua virilidade e dominância, do que sugerir que ele pode ser homoafetivo recalcado ou reprimido....

Sobe para 15 o número de regiões com alto nível de contágio de Covid-19 em SC

Da Secom Governo SC A Matriz de Risco Potencial Regionalizado divulgada no último sábado (15) aponta 15 regiões classificadas como risco potencial alto (cor amarelo)...
BaseAd-Desk
BaseAd-Mob